Com a propagação da informação em larga escala na internet, os consumidores dispõem cada vez mais de acesso ilimitado a produtos e serviços das mais diversas marcas e segmentos. Quando algo deixa de ser útil, é fácil ser descartado e substituído com apenas um clique.

Por essa razão, aquelas empresas que realmente desejam se manter vivas e presentes no dia a dia do consumidor, precisam criar estratégias para se destacar no meio da multidão. Uma forma de conseguir isso é através da teoria da economia da experiência, proposta pelos especialistas de mercado Joseph Pine e James Gilmore, em 1999. A teoria foi levada muito a sério pelas indústrias de turismo e entretenimento, mas também pode e deve ser introduzida em outros segmentos.

A palavra-chave para conquistar a economia da experiência é autenticidade. Troque simplesmente vender, por uma experiência completa para o cliente. Do atendimento ao pós venda, ele deseja ser tratado e ouvido como um indivíduo único, e quando você consegue entregar isso a ele, a empatia e fidelização chegam quase que instantaneamente.

A Disney é uma das empresas mais profissionais na arte da experiência. Todo o sonho e fantasia vendidos, realmente acontecem dentro do parque. Clientes são recebidos por guests treinados, atores fantasiados e toda a estrutura vista nos filmes. Outras empresas como a Uber e o Airbnb focam na experiência dos usuários em primeiro lugar.

Os clientes de hoje anseiam por muito mais do que produtos e serviços de qualidade. Por isso, diferencie a sua empresa da concorrência e ofereça uma comunicação autêntica e cativante. Não sabe por onde começar? Nós podemos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *