Está valendo a LGPD, e agora?

 

A partir do dia 1º de Agosto entraram as sansões previstas na LGPD ( Lei Geral de Proteção de dados), essa é uma das grandes etapas da implementação da lei, que já estava em vigor desde Setembro de 2020.

Mas como a LGPD está relacionada aos seus consumidores?

 A LGDP estabelece diretrizes para coleta, processamento e armazenamento de dados pessoais, visando que qualquer pessoa tenha o direito sobre os próprios dados pessoais. Apesar de ser reforçada para os dados digitais, a lei de aplica aos dados de qualquer meio.

A Lei não significa que as empresas não possam usar dados pessoais, mas que agora elas precisam pedir consentimento e devem usá-los apenas para a finalidade apresentada no momento da coleta e quando acabar essa finalidade, o dado deve ser excluído.

É a vez da confiança como diferencial competitivo

De acordo com o levantamento do Perfil Pessoa Física da Serasa Experian, 75% dos consumidores entrevistados afirmaram que desconhecem (25%) ou conhecem pouco (50%) sobre a LGPD. O desconhecimento em relação à nova lei aumenta para 29% entre os mais jovens (18 a 29 anos).

Apesar dos brasileiros ainda não terem uma cultura de proteção de dados, essa preocupação vem aumentando. De acordo com dados de uma pesquisa global feita pela VeritasTechnologies, 62% dos consumidores dizem que deixariam de comprar de uma empresa que não protege seus dados.

O conhecimento sobre a lei pode ainda não estar enraizada, mas a necessidade de uma relação de confiança entre marcas e consumidores já está sendo cobrada. A preocupação está em como as empresas estão usando e compartilhando os dados, considerando que os consumidores não possuem conhecimento e visibilidade. O uso indevido e ter os dados roubados são as maiores preocupações dos consumidores.

Esteja preparado para seguir a LGPD

A revisão de fluxos e processos busca evitar falhas de segurança e vazamento de informações, assim como mais transparência com o consumidor. Ao se adequar a Lei, a empresa se aproxima do consumidor transmitindo confiança e respeito.

Além de multas que podem alcançar até R$50 milhões, o não cumprimento da lei pode gerar advertências e bloqueios no banco de dados, inviabilizando as atividades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *